Navegar no Blog Adzuna »

Como ser contratado: Analista de Suporte Linux

Analista de Suporte Linux

É fácil reconhecer que existem inúmeras possibilidades de atuação para os profissionais de Tecnologia da Informação, mas você conhece todas elas? Provavelmente não. É importante estar atento(a) aos cargos mais e menos procurados na área ou os que oferecem os melhores salários, como o especialista em Linux, por exemplo. Devido à quantidade de profissionais na área ser pequena, o setor oferece boas remunerações e possibilidades de crescimento.

Para dar o pontapé inicial na nossa série sobre perfis profissionais com grande potencial no mercado de trabalho brasileiro atual, vamos detalhar o primeiro cargo:  Analista de Suporte Linux. A ideia aqui é ajudar tanto profissionais de TI quanto quem está em busca de uma mudança de carreira, mas não sabe bem o que deseja fazer.

 

O que faz um Analista de Suporte Linux?Linux

“O Linux, da mesma forma que o Windows (Microsoft) e o Mac OS (Apple), é um sistema operacional baseado em Unix criado para desktops, mas que também é usado em servidores, smartphones, tablets e outros tipos de dispositivos, incluindo caixas bancários.  Ao contrário de seus concorrentes mais famosos, o Linux não foi desenvolvido para fins comerciais e seu software e desenvolvimento são feitos em código aberto, o que significa que qualquer pessoa pode criar e distribuir aplicativos para ele.” (fonte: TechTudo)

O Analista de Suporte Linux tem como principais objetivos analisar e desenvolver projetos para o sistema. Em seu dia a dia, possui algumas atividades principais, como: suporte e identificação de problemas, atendimento ao cliente e elaboração de sistemas.

O analista fica responsável por realizar todos os testes necessários, além de cuidar também de toda a parte de atualização, migração de dados, entre outras tarefas técnicas que visam melhorar a infraestrutura tecnológica de uma empresa.

 

Qual é o perfil de um Analista de Suporte Linux?

Logicamente, o profissional deve ter conhecimentos avançados no sistema operacional Linux e todas as linguagens utilizadas pela plataforma.

Em alguns casos, as empresas costumam exigir graduação nas áreas de Ciências da Computação, Sistemas de Informações, Engenharia da Computação, entre outras relacionadas.

O analista de suporte Linux deve ter bastante experiência no reparo de softwares, na realização de backups, otimização de sistemas, diagnósticos de problemas e correção de erros.

 

Certificações Linux LPI – Linux Essentials

Apesar de existirem pouquíssimos cursos universitário voltados para uma formação especializada em Linux e softwares livres, quem busca se profissionalizar na área deve obter algumas certificações que costumam ser exigidas pelos recrutadores na hora de uma entrevista.

A Linux Essentials, por exemplo, é uma certificação focada em profissionais que estão começando a conhecer o sistema Linux. Costuma ser o primeiro passo para a função de analista de suporte porque introduz o profissional a conceitos e técnicas essenciais. A certificação aborda os conhecimentos básicos e ajuda o profissional a começar a trabalhar com os principais componentes para administrar um sistema Linux.

As opções de certificados na área são inúmeras. Outro exemplo são as certificações Linux LPIC 1, 2 e 3. Cada uma delas otimiza habilidades técnicas que permitem avanço de carreira para o profissional de TI, mesmo aquele que não objetiva atuar especificamente na área.

 

O mercado de trabalho para o Analista

profissional

Convidamos a ISBrasil, uma empresa Brasileira especializada em Hospedagem de Site, para falar sobre a  contratação de Analistas Linux aqui no Brasil. Veja o que eles falaram:

O mercado de trabalho para o Analista Linux vem crescendo desde 2010, tanto no exterior quanto no Brasil. No ano de 2017, esse mercado deu um grande salto quando comparado aos anos anteriores.

O que costumamos procurar são profissionais preparados para o mercado, mas que também possuem capacidade de adaptação a novos formatos, ferramentas e que sejam imaginativos no uso do sistema.

Algumas das características que buscamos são:

  1. Proatividade

Um bom analista de suporte Linux é proativo e está sempre buscando realizar todos os procedimentos necessários para que o sistema imprima um alto desempenho. É essencial que ele tenha atitude no trabalho e não apenas espere as solicitações chegarem.

Um bom analista sempre se mantém atualizado sobre as novidades relacionadas ao sistema Linux.

 

  1. Comunicação

Para que o profissional se saia bem em seu trabalho ele precisa ter um bom domínio do português e apresentar comunicação eficiente com seus colegas de trabalho, gestores e clientes, ou qualquer pessoa envolvida no negócio.

Quanto aos clientes, é muito importante que o analista passe segurança, atenção e objetividade. Afinal, nós trabalhamos para poder atendê-lo da melhor maneira possível.

 

  1. Entusiasmo sobre a cultura organizacional

Você sabe o que é a cultura organizacional de uma empresa?

São diretrizes que levam uma empresa para o sucesso, passando uma identidade corporativa. Aqui é levado em conta principalmente a forma pela qual os colaboradores enxergam a empresa e o modo como eles trabalham dentro dela.

É muito importante que o novo colaborador conheça a visão, o modo de pensar, as ideias e os valores que estão ligados à empresa.

Além de conhecer a identidade corporativa na teoria, também é essencial vivenciá-la na prática: observe o time trabalhando, conheça seus superiores e aprenda o máximo que puder sobre os seus principais clientes.

  1. O que é inteligência emocional? Isso é importante?

Conhecer e aprender sobre a inteligência emocional é importante tanto para o contratante quanto para o colaborador.

Esse conceito vem da psicologia e avalia a capacidade das pessoas para lidar, gerir e identificar suas emoções mais facilmente.

Uma das grandes vantagens das pessoas com inteligência emocional é a capacidade de desenvolver relacionamentos interpessoais, se automotivar e seguir em frente, mesmo diante de frustrações.

Entre os principais fatores avaliados na hora de medir a inteligência emocional de um candidato estão:

  • Persistência
  • Automotivação
  • Regulação do Humor
  • Empatia
  • Controle dos impulsos
  • Resiliência
  • Flexibilidade
  • Nível de estresse

E por que é preciso avaliar a inteligência emocional? Quem trabalha com T.I. sabe o quanto a profissão é estressante. O desequilíbrio emocional acaba tendo um grande impacto no ambiente de trabalho, pois pode afetar tanto o trabalho individual quanto em grupo. Por isso a importância de analisar como um candidato lida com determinadas situações ou reage a ações cotidianas. Portanto, é agora uma característica fundamental para aprovação em entrevistas de emprego.

Preste atenção no mercado

analista linux

Chegamos ao fim de mais um artigo, e por sinal muito especial! Contamos com dicas de uma empresa brasileira especializada em Hospedagem de Site, um mercado de tecnologia em que o profissional de Analista de Suporte Linux é bem requisitado.

Ficou claro que estar atualizado sobre as práticas dos recrutadores e inovações no mercado é essencial para garantir o seu lugar não apenas como Analista de Suporte Linux, mas em qualquer cargo no setor. E para começar a busca pela vaga ideal, acesse a ferramenta da Adzuna hoje mesmo! São mais de 300.000 vagas de diversos sites em um só lugar.