Navegar no Blog Adzuna »

7 dicas essenciais para quem vai trabalhar de casa

home office

Vagas para trabalho remoto se tornaram mais comuns após a onda de flexibilidade que se instalou no mercado de trabalho. Seja referente às atividades realizadas, ao horário ou ao local de trabalho, o termo “flexível” tornou-se grande atrativo para candidatos à procura de uma oportunidade. A possibilidade de home office, ou seja, transformar a sua casa em escritório, por exemplo, talvez seja um dos aspectos mais comuns ao pensarmos em flexibilidade.

O trabalho remoto é vantajoso para todo mundo. A empresa ganha com economia de espaço nos escritórios, já que vai precisar de um ambiente menor. Os colaboradores ganham em qualidade de vida, já que não necessitam enfrentar  trânsito todos os dias, passam mais tempo com os filhos, têm mais tempo – e paciência – para cuidar da saúde, entre outros.

E a produtividade também é aprimorada. Mais motivados e sofrendo menos interrupções, os colaboradores remotos rendem cerca de 20% a mais que seus colegas no escritório, segundo pesquisa da Telework Research Network.

Mas se o home office não for planejado, todas essas vantagens podem acabar se tornando prejuízos. Porque obstáculos surgem e é preciso estar preparado para eles.  

Mas quais são os principais problemas do trabalho remoto? O que fazer ao identificá-los? Como se preparar para prevení-los? E como conseguir uma vaga home office para começar? Para quem trabalha ou está planejando trabalhar de casa, é essencial ter uma resposta para essas questões. Então aqui vão 7 dicas para te ajudar a organizar o espaço e otimizar seu tempo e produtividade:

home office

  1. Como escolher o melhor espaço para o home office

Escolha um local silencioso e confortável para trabalhar em casa. Iluminação natural é importante, assim como conforto térmico (nem muito quente, nem muito frio).

O ideal é que o espaço esteja o mais separado possível da rotina da casa e dos ruídos domésticos. Se você mora em uma casa sem nenhum quarto sobrando, o melhor é definir um local fixo para trabalhar. Pode ser o seu quarto ou mesmo a sala de estar. Assim, as outras pessoas da casa vão se acostumar a não incomodá-lo(a) quando você estiver naquele local específico.

 

  1. Como reduzir as interrupções

As pessoas que dividem a casa com você provavelmente não estão acostumadas com home office. Por isso, podem confundir sua presença com disponibilidade.

Antes de começar essa prática, vale ter uma conversa com todos que dividem a casa com você, principalmente as crianças. Explique como funciona o trabalho em casa, qual vai ser sua rotina e combine previamente as situações ou horários em que pode ser interrompido(a).

Outra dica é sinalizar com uma plaquinha – como aquelas de “não perturbe” que são penduradas nas portas dos quartos de hotel – para sua família ou colegas com quem divide a casa saberem em quais momentos está trabalhando.

 

  1. Como lidar com as tentações do home office

tentações do home office

Trabalhar em casa significa estar perto do sofá, da TV, do video game, das guloseimas… Como evitar cair em tentação?

Primeiro, saiba que é preciso prever os horários de pausa durante a sua jornada de trabalho. Sabe a hora do cafezinho no escritório? No trabalho remoto você não vai ter colegas te chamando para fazer uma pausa, mas você pode colocar o celular para despertar no meio da manhã e no meio da tarde, por exemplo. Ter um momento para levantar da cadeira ou fazer um lanchinho é essencial para recarregar a energia.

A propósito, essa é mais uma dica para quem vai trabalhar em casa: mantenha alimentos e bebidas saudáveis por perto, como água de côco, frutas, biscoitos integrais… Assim, os intervalos diários para o lanche não afetarão sua saúde

A mesma disciplina do horário da pausa serve para as outras tentações. Deixe a TV, por exemplo, para os momentos de descanso, como o intervalo do almoço ou após o expediente.

 

  1. Como organizar o espaço

Tenha certeza de que tem tudo que precisa para realizar o seu trabalho ao seu alcance. É importante lembrar que nem sempre dispomos de algumas das ferramentas que encontramos no escritório em nossas casas, então fique atento(a) às necessidades da sua atividade profissional. Muitas pessoas não possuem uma impressora própria, por exemplo, e você pode vir a precisar. Lembre-se: no home office, você é o(a) responsável pelo seu próprio escritório, então precisa saber gerenciar o espaço, desde a compra de post-its até a escolha da velocidade da Internet.

Também é importante deixar o celular no modo vibratório ou desligado, evitar redes sociais e quaisquer outras distrações que possam afetar seu rendimento. Aos poucos você vai desenvolver os seus rituais e o ritmo que melhor funciona para seu home office.

 

  1. Como não misturar trabalho e vida pessoal

Um dos perigos do home office é acabar confundindo a fronteira entre o pessoal e o profissional. Não saber onde se encontra essa fronteira pode levar à frustração, porque acaba impedindo que você realize as atividades de ambos os setores da sua vida de forma efetiva.

Criar hábitos simples pode ajudar nessa separação. O primeiro é estabelecer um horário específico de início e fim de expediente. Você pode seguir o horário do escritório, mas é importante tentar respeitá-lo. Nada de começar antes ou trabalhar após o fim do expediente, com certas exceções, é claro. Além disso, crie alguns rituais, como pegar a mochila e devolver ao cabide no fim do dia, por exemplo. Qualquer hábito comum para quem trabalha fora e que se repete diariamente, definindo o fim do dia de trabalho.

Vale lembrar que depois do seu expediente é preciso se desconectar. O tempo dedicado à vida pessoal merece ser respeitado. É bom para você, para a sua saúde, sua família e amigos. É até benéfico para o próprio trabalho, pois de uma forma indireta, se você está satisfeito com sua vida pessoal, vai acabar produzindo mais e melhor.

 

  1. Como não se isolar

evitar isolamento

É preciso ficar atento ao isolamento no home office para não acabar muito alheio ao mundo à sua volta. Quando se trabalha em equipe, é importante estabelecer uma rotina de contato com seus colegas e supervisores. Se possível, marque uma reunião presencial com seus colegas a cada 15 dias ou uma vez por mês. O contato face a face é capaz de clarificar confusões que conversas por redes sociais podem criar.

Se você é autônomo ou empreendedor, vale marcar um café ou almoço com ex-colegas para trocar ideias de vez em quando. Uma caminhada pelo seu bairro no horário do almoço ou mesmo levar o cachorro para passear em uma de suas pausas também pode ajudar a evitar o isolamento e mesmo melhorar a produtividade. De quando em quando, também marque reuniões pessoais com seus clientes.

 

  1. Como se manter atualizado(a)

Manter-se atualizado(a) é uma questão de sobrevivência no mercado de trabalho atual. O próprio home office é um exemplo de adaptação a essa nova realidade. A busca por conhecimento e informação nova deve fazer parte da sua rotina. Participe de grupos nas redes sociais que dizem respeito à sua área, assine newsletters e participe de palestras, bate-papos, etc. Isso também ajuda muito com o networking. Mas saiba selecionar os mais relevantes para não perder tempo com eventos redundantes.

 

O mínimo de disciplina e comprometimento fará o home office funcionar. E a sensação de produzir um bom trabalho dentro do prazo baseado exclusivamente em sua organização é certamente satisfatória. Os benefícios de um escritório em casa atingem tanto o profissional quanto a empresa e vão desde a melhoria na qualidade de vida até uma infraestrutura mais confortável para quem trabalha do escritório.

Considerando experimentar o formato? Descubra as áreas que mais oferecem trabalho remoto com a ferramenta de busca da Adzuna e faça uma pesquisa sobre as características das vagas home office antes de se aventurar na mudança.  

Para mais dicas sobre home office e trabalho remoto, visite o site GoHome.